Danilo Gentili entrevista Aloysio Nunes

Danilo Gentili entrevistou Aloysio Nunes ontem. Achei a entrevista muito boa, de modo geral, e vejo com bons olhos a presença de um senador da república num programa com a audiência do The Noite falando algumas coisas inimagináveis até algum tempo atrás.

PONTOS POSITIVOS

  • Aloysio deixou bem clara a natureza autoritária do PT;
  • Também pegou pesado na questão das mentiras de campanha, e do nível de sujeira e podridão que o PT imprimiu à disputa presidencial;
  • Falou do Foro de São Paulo, ainda que de forma tímida;
  • Falou que o Brasil precisa de uma direita atuante, que defenda suas posições democraticamente;
  • Elogiou as manifestações democráticas e, de forma sutil, elogiou o Eduardo Bolsonaro por sua participação no mesmo programa;
  • Assumiu que o PSDB foi ingênuo em relação ao PT, e que subestimou o partido no passado;
  • Falou dos governos bolivarianos ao nosso redor e do alinhamento do PT a todos eles;
    Deixou bem claro que Democratização da Mídia é o mesmo que censura e controle governamental;
  • Falou dos MAVs e de seu patrocínio pelo governo federal;
  • O Danilo colocou um vídeo muito bom do Aloysio no plenário do Senado, coisa que pouca gente costuma ver.

PONTOS NEGATIVOS

  • Como bom esquerdista, Aloysio tentou dissociar o PT da esquerda, dizendo que o PT não é de esquerda, e que o PSDB é mais esquerda que o PT;
  • Disse que as urnas eletrônicas são confiáveis e que não representam um problema no sistema eleitoral brasileiro;
  • Falou besteira sobre a eleição de Bush na Flórida, dizendo que houve fraude – levantar a hipótese da fraude na nossa eleição ele não teve coragem de fazer;
  • Ligou o que ele chama de direita brasileira (Maluf e Collor foram os exemplos que ele deu) ao PT, dizendo que essa direita está mamando no governo petista – o ponto negativo fica por conta de que isso pode bagunçar a cabeça de quem não sabe o que é esquerda e direita na política, ou seja, a maioria das pessoas;
  • Diminuiu demais o papel do Foro de SP – ficou parecendo que é apenas um clubinho onde a galera de esquerda se encontra pra fazer um churrasco de vez em quando;
  • Falou da Comissão da Verdade como se fosse uma coisa boa;
  • Foi otimista demais em relação às instituições brasileiras, minimizando os perigos do próximo mandato de Dilma (que em minha opinião incluem a tentativa de uma constituinte, as indicações ao STF, o controle da mídia e a concessão de poder aos movimentos violentos como o MST).

Enfim, é sempre positivo ter alguém metendo o pau no PT na televisão aberta, e eu considero que os pontos positivos da entrevista foram bem maiores do que os pontos negativos. Parabéns ao Danilo por ocupar um espaço tão importante com tanta competência.

Flavio Quintela é escritor e tradutor de obras sobre política e filosofia, e autor do livro “Mentiram (e muito) para mim”.