É criminoso? Quer trabalho fixo? Procure o PT de sua cidade.

Carteira de Trabalho -  Foto de Frederico HaikalÉ o PT novamente nas paradas de sucesso da criminalidade! A Folha de São Paulo tem hoje em seu portal notícia sobre a escolha do novo tesoureiro do PT do Rio de Janeiro. E, para um cargo tão importante, cujo ocupante lidará com todo o dinheiro do partido no estado, escolheu ninguém menos que o senhor Carlos Manoel Costa Lima, previamente envolvido no esquema do mensalão, tendo sido responsável pelo saque de R$ 100 mil em agência do banco Rural, em 2003, para compor o caixa dois da campanha de Benedita da Silva ao governo estadual. Na época (2002), Benedita conseguiu a façanha de não se reeleger, perdendo para Rosinha Matheus, e o dinheiro sacado por Costa Lima foi usado para pagar dívidas de campanha.

Como sempre, não surpreende nem um pouco a atitude do PT. Afinal, todos os condenados pelo STF, bem como outros envolvidos, como é o caso de Costa Lima, que faziam parte dos quadros do partido, continuam ativos, sem sofrer nenhum tipo de punição interna ou expulsão, e pior, frequentemente sendo escolhidos para cargos importantes nas executivas estaduais e federal. Não há mais dúvida sobre o tratamento que o PT dá a criminosos, corruptos, ladrões e traficantes: o partido os abraça solidariamente.

O comportamento do partido, por sua vez, é reflexo direto do comportamento de seus membros. Vejamos alguns trechos da reportagem:

Costa Lima reconhece que o dinheiro era de caixa dois, ou seja, nunca foi declarado à Justiça Eleitoral, como determina a lei. No entanto, ele diz entender que não cometeu crime.

O novo tesoureiro do PT-RJ segue à risca o discurso de Delúbio Soares quando foi indiciado pela participação no mensalão, que é tentar descriminalizar o chamado “caixa dois”, como se o fato de um crime ser praticado por muitas pessoas fosse suficiente para torná-lo em algo justo. A lógica psicótica dessas pessoas é tão canalha que o cidadão comum, pessoa de bem, não consegue entender como alguém é capaz de assumir que cometeu um crime e, ao mesmo tempo, dizer que entende que não o cometeu. Algo do tipo “sim, eu matei aquela pessoa, mas não entendo que cometi um crime”.

“Isso era chamado pelo Delúbio de dinheiro não contabilizado. Agora dizem que tudo era ilegal. Tem muita hipocrisia nisso”, afirmou.

Preciso dizer mais alguma coisa? O sujeito diz claramente que há muita hipocrisia em dizer que usar dinheiro de caixa dois é uma prática criminosa. Mas tem mais:

Procurado pela Folha, o novo presidente do PT no Estado, Washington Quaquá, defendeu a nomeação de Costa Lima para o cargo e disse que o aliado é “sério, pobre e honestíssimo”.

Para fechar com chave de ouro, o presidente do PT-RJ resolve legitimar a escolha de um criminoso com uma declaração idiota como essa. Primeiramente, o que significa dizer que Costa Lima é sério? Por que utilizar uma palavra com tamanha gama de significados? Será que Costa Lima não ri de piadas, será que é carrancudo? A resposta para isso é simples: os canalhas se utilizam de termos genéricos como esse justamente para esvaziar suas declarações de conteúdo. Continuando, ele diz que o referido criminoso é pobre, e que isso o qualifica para ocupar o cargo. Ora, por que ser pobre qualifica alguém para alguma coisa? Esse é um dos pensamentos mais imbecis que eu já vi. Qualificação profissional não tem relação com quantidade de dinheiro na conta. E por último, usa o superlativo honestíssimo – sempre desconfie de alguém que usa superlativos, pois são uma maneira tosca de tentar fugir da argumentação, como se a própria palavra tivesse um poder mágico de atribuir qualidades reais à pessoa.

E a reportagem termina com a declaração máxima de falta de caráter e psicopatia criminosa: a isenção completa da culpa no tribunal interior da consciência, a capacidade que somente os psicopatas possuem de fazer o mal, mas de nunca se sentirem mal por isso.

“Considero que não fiz nada ilegal. Até hoje, não tenho nenhum problema com isso. Eu deito na cama tranquilamente”, declarou.

E enquanto o senhor Costa Lima dorme tranquilo em sua cama nós dormimos preocupados com nosso futuro, pois vivemos num país que está nas mãos de gente como esse senhor, que não sabe a diferença entre vício e virtude, entre bem e mal, entre crime e justiça, entre caráter e canalhice.

Chega de PT. Já deu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s